segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Ai os nossos amigos...

Chego do pequeno almoço e verifico que há um grande envelope com remetente e destinatário escritos à mão e com uma caligrafia conhecida... O que será? Pensei...

Abro e envelope e vejo os meus primeiros presentes de Natal.


- O segundo volume da Fábrica de Histórias, devidamente autografado;
- Um cartão de Natal (vermelho, mesmo como eu gosto);
- Quatro cápsulas Nespresso (dos lotes especiais Rosabaya e Dulsão).

Querem prenda mais original que esta?
Só poderia ser da minha super amiga Reflexos.

Obrigado

Obrigado à humming do [suss]surros por seguir o Outras Escritas.

Obrigado também ao Mário do Livro de Areia que foi quem nos "apresentou".

Faz anos hoje - Mark Twain

No dia 30 de Novembro de 1835 nasceu Mark Twain.

Da Infopédia:

Escritor norte-americano, de nome verdadeiro Samuel Langhorne Clemens, nascido em 1835, na Florida, e falecido em Abril de 1910. Quando tinha 4 anos a família mudou-se para Hannibal, na margem do Rio Mississípi. O pai de Twain morreu em 1847 e ele tornou-se aprendiz de impressor (1847-55). Entre 1853-54 viajou pelos diversos estados, trabalhando como impressor. Após uma breve viagem ao Brasil, tornou-se piloto fluvial no Mississípi (1857-61). Nessa época adoptou o pseudónimo de Mark Twain, que na linguagem de verificação da profundidade dos rios significa "duas marcas" na sonda. Foi jornalista e conquistou a atenção do público com o conto The Celebrated Jumping Frog of Calaveras County, publicado em 1865 num jornal e depois editado em livro com outros ensaios (1867). Em 1867 Twain visitou a França, a Itália e a Palestina, recolhendo material para o seu livro The Innocents Abroad (1869), que estabeleceu a sua reputação de humorista. Twain casou em 1870 e fixou-se em Hartford, Connecticut. Dois anos depois publicou Roughing It, e em 1873 The Gilded Age. Em 1876 foi publicada a primeira das suas grandes obras, The Adventures of Tom Sawyer (Tom Sawyer), romance baseado nas experiências da adolescência do autor no Rio Mississípi. No seu livro seguinte, A Tramp Abroad (1880) o autor revisitou a Europa, regressando ao seu território com Life on the Mississippi. A obra-prima da carreira literária de Twain, The Adventures of Huckleberry Finn (Huckleberry Finn), foi publicada em 1884. O livro, que à semelhança de Tom Sawyer parecia um livro para jovens, constituía na realidade uma fábula da América urbana e industrial que na época de Twain ameaçava o sonho de liberdade junto da natureza. Huck representava muitas das aspirações da sociedade americana, com as quais o público facilmente se identificou. O romance estabeleceu definitivamente Twain como um dos grandes humoristas da literatura mundial. Entretanto foram publicadas outras obras do autor: A Connecticut Yankee in King Arthur's Court (1889), The Tragedy of Pudd'nhead Wilson (1894) e Personal Recollections of Joan of Arc (1896). A década de 1890 foi marcada por dificuldades financeiras e nos últimos anos de vida o gosto de Twain pela caricatura burlesca deu lugar a um pessimismo satírico. A dimensão irónica do mundo e em particular do sonho americano revelaram a nova paisagem americana em toda a sua materialidade. A sensibilidade do escritor, dividida na transição da América para a era industrial, influenciou particularmente William Dean Howells, amigo próximo de Twain.

Mark Twain. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2009. [Consult. 2009-11-30]

domingo, 29 de novembro de 2009

Blogue da Semana (XXXVII) - Psicologias da Treta

pSiCoLoGiAs dA TrEtA

Gosto do Psicologias da Treta...

Il Viaggio a Reims (Rossini)

Quase desisti de passar na secção de clássica da FNAC do Funchal. Cada vez há menos variedade e as coisas novas que aparecem cingem-se apenas ao clássico mais "popular".

Hoje, por acaso quando passava, houve um CD que me chamou a atenção. Tratava-se da ópera Il Viaggio a Reims de Rossini numa daquelas récitas magníficas dirigidas por Claudio Abbado nos anos oitenta. Ainda por cima o preço era de apenas 11 euros. Claro que nem hesitei.

Vejam só o elenco:
Ricciarelli (de quem não gosto muito, preferia a Caballé)
Valentini Terrani
Cuberli
Gasdia
Araiza
Gimenez
Nucci
Raimondi
Ramey
Dara

Uma "chuva de estrelas" de onde destaco Raimondi e Ramey.



Faz anos hoje - Jacques Chirac

No dia 30 de Novembro de 1932 nasceu Jacques Chirac.

Da Infopédia:

Nasceu em 1932, em Paris. Foi primeiro-ministro de França nos períodos de 1974 a 1976 e 1986 a 1988. É desde 1995 presidente da República. Foi oficial na Argélia em 1956-1957. Foi eleito para a Assembleia Nacional vezes sucessivas a partir de 1967. Depois de desempenhar os cargos de ministro de Agricultura (1972-1974) e do Interior (1974), foi nomeado primeiro-ministro pelo presidente eleito Giscard d'Estaing em 1974. Viria a renunciar ao cargo devido às suas disputas pessoais e políticas com o presidente. A sua ambição leva-o a transformar o partido gaullista, conhecido como União dos Democratas para a República (UDR) em União para a República (RPR). Sob a sua liderança, este assumir-se-ia como um partido de centro-direita. Em Março de 1977 é eleito Presidente da Câmara Municipal de Paris, o que acontecia pela primeira vez, já que desde 1871 que a cidade se encontrava dividida em vinte concelhos não tutelados por uma autarquia centralizadora. Nas eleições parlamentares de 1986, uma coligação dos partidos da direita venceu as eleições e Chirac foi nomeado primeiro-ministro do presidente socialista François Mitterrand. Desta coabitação resultou que Chirac era o responsável pela política interna (privatizou indústrias e bancos que tinham sido nacionalizados por Mitterrand), enquanto que o presidente tutelava a política externa. Em 1988 foi candidato presidencial pelo RPR e perdeu as eleições para o seu rival Mitterrand. Viria a triunfar, finalmente, nas eleições seguintes, em Maio de 1995, após um conjunto de vitórias importantes do partido, então dirigido por Alain Juppé. Como presidente, chocou a opinião pública mundial ao anunciar a sua decisão de realizar testes nucleares na Polinésia Francesa. Apesar dos apelos vindos das associações ecologistas e das ameaças de embargo ao consumo de produtos franceses, Chirac não desistiu da realização desses testes, recorrendo ao argumento de que eles eram importantes para a segurança do país. Ainda no domínio da política externa, Jacques Chirac tem continuado os erforços dos seus antecessores na construção de uma Europa unida.

Jacques Chirac. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2009. [Consult. 2009-11-29]

sábado, 28 de novembro de 2009

Época Natalícia

Agora sim, é tempo de começar a preparar o Natal.

Na cidade as iluminações já se acenderam e aqui em casa a árvore e o presépio já estão na sala.

No Outras Escritas, o espírito natalício também já se faz sentir.

Algo está mal...

Diz o repórter que o cenário é idêntico ao que é usual na América Latina, referindo-se à entrada de adeptos para o estádio de Alvalade para assistirem ao jogo Sporting Benfica.

Enfim! Futebois...

Faz anos hoje - William Blake

No dia 28 de Novembro de 1757 nasceu William Blake.

Da Infopédia:

Poeta, pintor e gravador britânico, nasceu a 28 de Novembro de 1757, em Londres, e aí veio a morrer em 1827. Foi praticamente ignorado pelos seus contemporâneos, exprimindo as suas visões místicas e encarnando o espírito romântico do artista profético, pessimista e revoltado. Em 1767 ingressou numa escola de desenho e aos 14 anos começou a aprender gravura. Casou-se aos 25 com Catherine Boucher e, juntos, trabalhariam na edição das obras de Blake. Utilizavam a técnica da gravura para a impressão dos poemas e das ilustrações e eles próprios encadernavam os livros. Em Canções da Inocência (1789), Blake revelava uma visão ingénua do Cristianismo, enquanto em Canções da Experiência (1794) assumia uma faceta de natureza mais profética e sombria. De 1804 a 1818 editou o poema Jerusalém, com cem gravuras. Recebeu depois uma encomenda de ilustrações para O livro de Job e iniciou uma outra série, em 1824, para A Divina Comédia, de Dante. Nos últimos anos da sua vida conquistou a admiração pelo seu trabalho, vindo a ser reconhecido como uma das mais importantes personalidades do Romantismo inglês.

William Blake. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2009. [Consult. 2009-11-28]

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Allô Allô, uma retrospectiva... (IX) - The return of Allô Allô

Andava eu a fazer uma pesquisa no youTube para encontrar um vídeo com o Monsieur Alfonse (sem sucesso), quando descobri vários filmes com o "episódio" de 2007 gravado na Austrália.

Um tesouro. Ainda só vi até ao terceiro filme.

Aguardo os vossos comentários...





















Faz anos hoje - Bruce Lee

No dia 27 de Novembro de 1940 nasceu Bruce Lee.

Da Infopédia:

Actor norte-americano de origem chinesa, Bruce Lee, nome artístico de Lee Yeun Kam, nasceu a 27 de Novembro de 1940, em São Francisco, e morreu a 20 de Julho de 1973, em Hong Kong. Perito em artes marciais, o seu nome está associado ao sucesso do "kung-fu" e ao género cinematográfico nelas inspirado e criado nos estúdios de Hong Kong. De facto, Bruce Lee deixou os Estados Unidos da América em criança, e foi em Hong Kong que começou a aprender artes marciais, tendo-se estreado no cinema aos seis anos. O jovem actor começou a desempenhar papéis em que demonstrava todo o seu talento para essas artes, e usava o nome profissional de Siu-Lung Lee (Pequeno Dragão). Participou em cerca de uma vintena de filmes antes de voltar para os Estados Unidos. Aí, enquanto estudava, ganhava a vida a dar aulas de artes marciais, e teve como alunos algumas celebridades da Sétima Arte, como Steve McQueen, James Coburn, James Garner, Lee Marvin, Roman Polanski, e Kareem Abdul Jabbar. Tirou o curso de Filosofia na Universidade de Washington. Em 1966, estreou-se numa série de televisão americana sobre artes marciais, The Green Hornet, desempenhando o papel de Kato, o que o lançou para a fama. No cinema, os seus principais sucessos foram The Big Boss (Big Boss: O Implacável,1971), Fists of Fury (1972), The Way of the Dragon (A Fúria do Dragão,1973), um filme escrito, realizado e protagonizado por Lee e que conta também com a participação de Chuck Norris, Enter the Dragon (O Dragão Ataca,1973), a primeira co-produção entre os estúdios de Hong Kong e dos Estados Unidos da América, e Game of Death (A Torre da Morte,1978). Este foi também o último filme do actor. Com apenas 32 anos, Bruce Lee morreu em Julho de 1973, em Hong Kong, muito antes de as filmagens daquele filme estarem completas, o que fez com que A Torre da Morte possua muito poucas sequências com o verdadeiro Lee. De facto, este filme foi montado a partir de filmagens antigas e conta com duplos do actor, tendo apenas estreado em 1978. As circunstâncias da morte deste grande mestre de artes marciais nunca foram verdadeiramente explicadas, embora a versão "oficial" a atribua a um edema cerebral. Há quem especule que terá sido provocada por um grupo de peritos de "kung-fu" que acreditavam que o actor estava a expor demasiado aos olhos do mundo os "segredos" das artes marciais. Bruce Lee era casado e tinha dois filhos. Ironicamente, o seu filho Brandon Lee, também ele actor e perito em artes marciais, iria ter uma morte trágica e em circunstâncias misteriosas, em 1993, com apenas 28 anos, ao ser alvejado por uma bala perdida durante as filmagens de The Crow (O Corvo, 1993). Seja como for, a lenda criada em volta do herói não morreu com ele, e durante uma série de anos a seguir à sua morte vários filmes foram feitos utilizando filmagens antigas do actor. Com capacidades quase sobre-humanas e porte atlético, Bruce Lee é considerado a maior estrela dos filmes de artes marciais.

Bruce Lee. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2009. [Consult. 2009-11-27]

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Allô Allô, uma retrospectiva... (VIII) - Kenneth Connor

O actor Kenneth Connor encarnou o papel de Monsieur Alfonse. A sua imagem de marca era o seu "dicky ticker". Infelizmente o actor deixou-nos em 1993.

Da Infopédia (em Inglês):

Kenneth Connor, MBE (6 June 1916 – 28 November 1993) was an English comedy stage, radio, film and TV actor, best known for the Carry On films.

Born the son of a naval officer in London, Connor first appeared on the stage at the age of 2 and by 11 had his own act. After periods at drama school and the army during which time he participated in the British invasion of Rome, he returned to the stage, but found most success in BBC radio comedy, particularly in comedian Ted Ray's Ray's a Laugh in which he played the brother-in-law and other 'odd' characters including 'Sidney Mincing'. He had a small role as a taxi driver in The Ladykillers (1955), and was an occasional guest on The Goon Show on radio, being called upon to fill in during regular cast members' illness.

In 1958 he was cast in the first Carry On film, Carry On Sergeant. He became one of the regulars of the series, appearing in 17 of the 30 original films and many of the television productions. In his earlier Carry On appearances he frequently played sympathetic straight roles, often as the romantic lead. His appearances subsided during the middle period of the Carry On film run; however, he returned in the later films. In his later appearances he often played married men with a wandering eye, various lascivious and lusty men, and pompous unsympathetic characters. His son Jeremy appeared as his son in Carry On Nurse.

Together with Kenneth Williams and Eric Barker, Kenneth Connor was the only star of the Carry On's to appear in the first Carry On Sergeant and last Carry On Emmanuelle of the original set of Carry On films excluding Carry On Columbus.

He also starred with fellow Carry On stars Sid James and Esma Cannon in the 1961 British comedy What a carve up!.

Between 1971 and 1973 Connor joined Dad's Army stars Arthur Lowe and Ian Lavender on the BBC radio comedy Parsley Sidings. In contrast with some of his Carry On co-stars, Connor found further success on the London stage playing a leading role alongside Frankie Howerd in A Funny Thing Happened on the Way to the Forum, and he also appeared in West End revues. On television he appeared in The Black and White Minstrel Show, in the children's show Rentaghost (1983 – 1984), and as Monsieur Alfonse in 'Allo 'Allo! (1984 – 1992) and Uncle Sammy Morris in Hi-de-Hi! (1986 – 1988). He also made guest appearances in sitcoms, including That's My Boy, You Rang, M'Lord? and he made a memorable cameo in an episode of Blackadder the Third in 1987, alongside fellow veteran comic star Hugh Paddick.

His final TV appearance as Mr Warren in The Memoirs Of Sherlock Holmes episode The Adventure of the Red Circle was broadcast posthumously in 1994. He was in over fifty movies and was honoured by the Queen with an MBE in 1991.

He made his first stage appearance at the age of two and was still working just 2 days before his death, with an appearance on Noel Edmond's Telly Addicts.

Connor died of cancer at his home in London in 1993, and was survived by his wife Margaret (Miki), his son and three grandchildren, Thomas, Hayley and Rose, all of whom have been accomplished child actors.


Monsieur Alfonse is Nouvion's undertaker, first being seen when local hero René Artois fakes his own death. Alfonse quickly falls in love with the latter's wife, Edith, and René has to propose to Edith or lose his café as everyone believes he is dead.

Alfonse also has a small fortune in a Swiss bank account; therefore, Edith's mother agrees with the match, as Alfonse would make a better husband financially.

The undertaker's catchphrase is "Swiftly and with style", while announcing his services. In addition, he also has a "dicky ticker", which comes on every time something stressful (or arousing) happens, and also suffers from the less publicised "tricky truss". He admires René for all the brave work he does for the Resistance, and agrees to admire Edith from afar. When he finds out about René's affair with waitress Yvette he tells Edith, but René manages to fob her off with another excuse.

Sem palavras - Benjamin Zander



Obrigado ao Lúcio Quintal pelo envio do "link".

Faz anos hoje - Adolfo Pérez Esquivel

No dia 26 de Novembro de 1931 nasceu Adolfo Pérez Esquivel.

Da Infopédia:

Arquitecto e escultor argentino, nascido em 1931, em Buenos Aires, foi galardoado com o Prémio Nobel da Paz em 1980, pela sua dedicação à defesa dos direitos humanos e por defender os processos não violentos de resolução de conflitos. Na década de 60 começou a trabalhar com organizações populares associadas ao movimento pacifista cristão da América Latina. Em 1974 tornou-se coordenador de vários organismos pela não-violência. Foi presidente da organização Servicio Paz y Justicia , instrumento para a defesa dos direitos humanos através de uma campanha internacional. Em Junto al Pueblo (1995) relata as suas experiências em prol da não-violência na América Latina.

Adolfo Perez Esquivel. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2009. [Consult. 2009-11-26]

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Edita Gruberova - Lucia di Lemmermoor (Teatro del Liceu)

Eu estava lá no dia 1 de Dezembro de 2006.

Finalmente encontrei um pequeno vídeo de uma das melhores récitas de ópera a que já assisti...

Faz anos hoje - João XXIII

No dia 25 de Novembro de 1881 nasceu Angelo Giuseppe Roncalli, mais tarde Papa João XXIII.

Da Infopédia:

Antipapa italiano, soldado de formação, Baldassare Cossa (o mesmo que recomendou a eleição de Alexandre V) tornou-se cardeal de Santo Eustáquio no mês de Fevereiro de 1402. Dotado de uma intuição política fora do comum, Luís II de Anjou, assim como os demais apoiantes desta linha de papas eleitos a partir do Concílio de Pisa, considerou esta aptidão valiosa para a conclusão da guerra com os restantes ocupantes do trono de São Pedro, fosse ou não considerada legítima esta ocupação.
João XXIII contava com o suporte de Inglaterra, de algumas regiões da Alemanha e de Itália, e de França. Com estas forças conseguiu conquistar Roma, ao derrotar o rei Ladislau de Nápoles, a 22 de Abril de 1411. Foi então que o rei napolitano, até aí apoiante de Gregório XII, decidiu reconhecer João XXIII. Contudo, Ladislau voltou a pretender o trono de Nápoles, uma vez que Luís II de Anjou, a quem tinha sido reconhecido o direito por Alexandre V, tinha voltado a França. Os napolitanos invadiram então Roma, tendo João fugido, após a realização de um concílio onde se condenaram as ideias de João Wyclif (que preconizava a pobreza evangélica e dizia que a hierarquia da Igreja era pecadora, podendo os seus bens ser confiscados pelos senhores temporais, entre outros aspectos).
Entretanto realizou-se o Concílio de Constança, em 1414, no qual João XXIII foi obrigado a abdicar (16 de Fevereiro de 1415). Mas o papa entretanto fugiu para Frisburg, e o Concílio decidiu por maioria que as decisões tomadas por uma reunião deste género teriam primazia sobre qualquer autoridade, inclusivamente a dos pontífices (conciliarismo).
Os representantes do Concílio foram então buscar o papa, que entretanto tinha ido para Breisach, tendo este sido destituído a 28 de Maio de 1415 e preso em Gottlieben. Depois do Concílio terminar (22 de Abril de 1418), pagou trinta mil florins em ouro, foi libertado e integrou o Colégio Cardinalício romano, depois de obter o perdão do pontífice Martinho V.

João XXIII. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2009. [Consult. 2009-11-25]

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Joyce DiDonato - Colbran the Muse (Rossini)

O mezzo-soprano Joyce DiDonato, aborda neste seu último trabalho discográfico, as óperas que Rossini escreveu especificamente para sua amante, Isabella Colbran.

Isabella Colbran diz-se ter tido uma voz que se poderia classificar como a de um soprano dramático de coloratura ou de um mezzo-soprano ágil com um registo agudo vigoroso. Rossini escreveu um conjunto de óperas sérias cuja personagem principal, foi criada (a nível vocal) a pensar na voz de Colban. Incluem-se neste grupo, óperas como Semiramide, Armida, La Dona del Lago, Elisabetta regini d'Ingliterra, Ermione e Otello, entre outras.

DiDonato apresenta no seu Colbran the Muse, árias das ópera Armida, La donna del lago, Maometto II, Elisabetta regina d'Ingliterra, Semiramide e Otello.

Numa apreciação geral devo confessar que me desiludiu a prestação da cantora neste tipo de repertório. Usualmente são sopranos dramáticos de coloratura que interpretam a maioria dos papeis destas óperas umas vez que as suas propriedades vocais lhes permitem usar em plenitude toda a extensão vocal necessária (Joan Sutherland e June Anderson por exemplo).

DiDonato é um mezzo-soprano e, por isso, o registo agudo é naturalmente colocado em esforço. As notas mais agudas são atacadas sem vibrato e como uma aparente falta de segurança.

A insegurança que denoto no registo agudo e porventura o desconforto vocal, traduzem-se numa interpretação demasiadamente técnica e muito pouco emotiva, mesmo em árias que se adaptam mais ás características vocais de DiDonato como Giusto Ciel (Maometto II).


Obrigado

Obrigado ao Vicente Fernandez por seguir o Outras Escritas

Ainda Toulouse-Lautrec

Dedicado ao Henrique Freitas

Faz anos hoje - Henri Toulouse-Lautrec

No dia 24 de Novembro de 1864 nasceu Henri Toulouse Lautrec.

Da Infopédia:

Pintor francês, descendente de uma família aristocrática, Toulouse-Lautrec nasceu em 1864, em Albi. Foi aluno de Léon Bonnat, em Paris. O seu estilo era académico, mas veio mais tarde a integrar o espírito da gravura japonesa e da obra de Edgar Degas. A vida de Montmartre tornou-se o tema principal dos seus quadros. A mestria do desenho permitia-lhe um traço firme e muitas vezes desencantado, fruto da lúcida observação dos seus contemporâneos. Frequentador assíduo do Moulin Rouge, utilizou-o para cenário de muitos quadros e litografias. As personagens que habitavam a noite tornaram-se os seus modelos preferidos: La Goulue e Valentin-le-Désossé, Jane Avril e a cantora Yvette Guilbert. Durante uma viagem a Londres conheceu Oscar Wilde e Aubrey Beardsley. O seu estilo passa a assumir alguns dos aspectos da Arte Nova, nas formas curvilíneas e na composição. Explorou igualmente as artes gráficas, produzindo cartazes e inúmeros desenhos sobre a vida de Montmartre. Enfraquecido por uma vida de excessos, veio a falecer a 9 de Setembro de 1901.

Henri de Toulouse-Lautrec. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2009. [Consult. 2009-11-24]

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Allô Allô, uma retrospectiva... (VII) - Guy Siner

Guy Siner encarnou na série a personagem de Lieutenant Hubert Gruber, que provocava gargalhada geral quanto tentava fleurtar com o René.

Da Wikipédia (em inglês):

Guy Siner (born 16 October 1947) is an American-born British actor known for his role as Lieutenant Hubert Gruber in th e British television series 'Allo 'Allo!.

Early life

Siner was born in New York City. His father was American, born in Newark, New Jersey, and his mother English, born in Bexhill-on-Sea, East Sussex. His mother wanted him to be educated in the United Kingdom, and the family returned there when he was five. After attending public school, he trained for the stage at the Webber Douglas Academy of Dramatic Art in London.

Career

In 1980, Siner portrayed director Mack Sennett in The Biograph Girl, a short-lived West End musical about the silent film era. He played Lieutenant Hubert Gruber in the sitcom 'Allo 'Allo! between 1982 and 1992. Other credits include I, Claudius, Babylon 5, Seinfeld, You Rang, M'Lord?, The Brittas Empire, Martial Law, 'Diagnosis

Murder, Secret Army, Star Trek: Enterprise and in the Doctor Who story Genesis of the Daleks. He also played a small role in the movie Pirates of the Caribbean: The Curse of the Black Pearl. In addition to this he also appeared in Chucklevision.

After 'Allo 'Allo came to the end of its run in 1992, Siner worked for a time in the United States, based in Los Angeles, California. He has since returned to the United Kingdom, and now resides in Chesham in Buckinghamshire.

Siner is notable as being one of only ten actors to appear in both the Star Trek and Doctor Who franchises. The others are Simon Pegg, Daphne Ashbrook, Alan Dale, Maurice Roëves, Christopher Neame, Olaf Pooley, John Franklyn-Robbins, Barrie Ingham and Deep Roy. (Gregg Palmer also appeared in both franchises but his role in Star Trek went uncredited.)

In 2006, Siner appeared in two films by writer and director David Roden (of Dimensions In Time fame) called Beginner's Please and The Resurrectionist.

In June and July 2007 he reprised his role of Lieutenant Gruber in the stage play of 'Allo 'Allo, for Twelfth Night Theatre in Brisbane, alongside Gorden Kaye and Sue Hodge, playing their original roles of René Artois and Mimi Labonq. The other characters were portrayed by various Australian actors including Katy Manning, Steven Tandy, Chloe Dallimore, Jason Gann, Tony Alcock and David Knijnenburg.

Lieutenant Hubert Gruber, generally known only as Lieutenant Gruber, is a fictional character from the British sitcom series 'Allo 'Allo! and is portrayed by Guy Siner. Gruber is an Oberleutnant in the Panzer division in the Wehrmacht (evidenced by the rose-pink piping on his uniform and single gilted star on the silver eppaulette), although in very early episodes he wears the rank of Leutnant. He has an armoured car, which he often refers to as "my little tank" and is driven by the unseen character "Clarence". The vehicle resembles a Leichter Panzerspähwagen, probably the SdKfz. 222 version, or possibly a modified Russian Ba64. However dimensions and configuration (the show vehicle has a rear access - the real 222 does not), mean that the show vehicle only resembles an existing model of tank.

Gruber comes from Baden-Baden. He attended art school in his youth, but was expelled (just after they had done fish). Prior to the war, he worked as a window dresser, and as an assistant in an art gallery in Cologne. Later his artistic talent comes useful, when he is ordered by Colonel Von Strohm to make copies of the Fallen Madonna by Van Klomp (or "The Fallen Madonna With The Big Boobies"), and the Vase With Twelve Sunflowers by Vincent Van Gogh (referred also as "The Cracked Vase With The Big Daisies").

Gruber never admitted his sexuality, though his mannerisms and characteristics are that of a stereotypical gay male who has an obvious crush on René. He often finds René in embarrassing situations, for example by walking into a room and catching René in his underpants. Nevertheless, in the last episode of the series, we discover that Lieutenant Gruber has married Helga, with whom he has had six children after the war, and he is a wealthy art salesmen. He hired his former superior Colonel Von Strohm as his chaffeur. This marriage led to confusion on whether he was really homosexual or if he pretended in order to obtain vital information from both allies and enemies without creating any suspicions to either party. However, in The Return of 'Allo 'Allo!, it was specifically made clear that Gruber was intended to be gay, even though it's shown in the last episode that he could also maintain a relationship with a woman - effectively making him bisexual.

Gruber is the aide-de-camp to General Von Klinkerhoffen, and lives in the local château. Later he also becomes the unofficial assistant of Colonel Von Strohm, after Captain Hans Geering goes missing in series 3.


Faz anos hoje - D. Francisco Manuel de Melo

No dia 23 de Novembro de 1608 nasceu Francisco Manuel de Melo.

Da Infopédia:

Escritor multifacetado, nascido a 23 de Novembro de 1608 e falecido a 24 de Agosto de 1666, é considerado uma das personalidades portuguesas mais proeminentes do século XVII. De ascendência nobre, a sua formação realizou-se até aos 10 anos na corte, onde adquiriu as bases do respeitante à sua elevada posição social. Depois, os Jesuítas transmitiram-lhe não só uma alargada erudição classicista e um pouco de hebraico, como também o prepararam nos estudos matemáticos em que era particularmente bom. Antes de se tornar membro da Ordem de Cristo, serviu durante cinco anos as armadas espanholas. Alternou este serviço com o recrutamento militar e a frequência da corte madrilena, tornando-se conhecido de Quevedo e de outras figuras literárias. Mais tarde, comandou as tropas portuguesas na Guerra dos Trinta Anos e combateu contra os Holandeses (1639). No ano seguinte ajudou a reprimir a revolta da Catalunha. Após um curto período de prisão por razões políticas, tomou partido a favor de D. João IV e, em 1641, dirigiu-se para Londres. Nesta cidade foi incumbido, como general da armada, de trazer uma frota da Holanda para Portugal. Seguiram-se algumas tarefas de menor importância e, em 1644, foi novamente encarcerado. Foi durante o tempo de clausura que redigiu a maioria das suas obras e ao mesmo tempo lutou pela libertação. Em 1655 foi degredado para o Brasil. Na Baía, melhorou as suas finanças com o negócio do açúcar e continuou a escrever. Passados três anos regressou à pátria e em 1660 animava a Academia dos Generosos. Seguiu-se o início da carreira diplomática, que lhe permitiu viajar pela Europa. Pouco antes da sua morte, com 57 anos, foi ainda deputado da Junta dos Três Estados. A nível literário é uma figura considerável da cultura aristocrática peninsular do seu tempo. O seu trabalho bilingue comporta comédias, novelas, versos líricos e, pensa-se, algumas sátiras que se terão perdido. Versou sobre assuntos historiográficos, moralistas, políticos e militares. No apólogo Hospital das Letras fez a primeira revisão crítica geral de autores literários antigos e modernos em português; projectou uma Biblioteca Lusitana de Autores e também um Parnaso Poético Português. De entre as obras que deixou merecem referência Epanáforas de Vária História Portuguesa (1651, como historiador), a farsa Auto do Fidalgo Aprendiz (provavelmente escrita antes de 1646 mas publicada somente em 1676, como dramaturgo), Obras Morales (1664, publicadas durante a sua missão como diplomata em Roma), Obras Métricas (1665, onde reuniu a sua poesia) e a famosa Carta de Guia de Casados (prosa).
Bibliografia: Aula Política, Cúria Militar; Epístola Declamatória, Política Militar (1638); Historia de los movimientos y separación de Cataluña (1645); Obras Morales (1664; inclui El Mayor Pequeño, ed. 1647 e El Fenis de Africa, ed. 1648-49); Obras Métricas (1665; inclui Doze sonetos, 1628; Las tres Musas del Melodino, 1649 e Pantheon, 1650); Carta de Guia de Casados (1651); Epanáforas de Vária História Portuguesa (1660); Cartas familiares (1664); Auto do Fidalgo Aprendiz (1676); Apólogos Dialogais (1721); Tratado da Ciência Cabala (1724); Feira de Anexins (1875); Tácito Português (1940); D. Teodósio II (1944)

D. Francisco Manuel de Melo. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2009. [Consult. 2009-11-23]

domingo, 22 de novembro de 2009

Vivica Genaux - Pyrotechnics (Vivaldi opera arias)

Perfeição é o termo que me ocorre depois de ouvir com a atenção devida o último trabalho deste mezzo-soprano.

Vivica Genaux tem uma daquelas vozes (raras), cujo timbre se identifica logo que se ouve a primeira nota.

Em Pyrothecnics toda a capacidade vocal da cantora é posta à prova, uma vez que as árias de Vivaldi estão entre as mais difíceis de interpretar do ponto de vista técnico. Além disso, é um desafio para qualquer cantor que interprete Vivaldi não tornar a interpretação enfadonha ou demasiadamente técnica e inexpressiva.

Enfadonha e inexpressiva são adjectivos que não se aplicam a Genaux neste álbum. A cantora, com uma técnica impecavelmente segura, consegue transportar-nos para um estado quase hipnótico nas passagens mais rápidas. Nunca ouvi a ária Agitata da due venti tão bem interpretada.

Este é um dos melhores discos que tenho na minha colecção e que recomendo vivamente a todos os amantes da ópera barroca.

Atrevo-me até a dizer, com o risco de escandalizar muita gente, que a técnica da Genaux está ao nível da Bartoli, mas que o seu timbre é verdadeiramente mais belo.

Porto – Funchal via Transavia [Março 2010]

Acabei de ler no LowCost Portugal:

A liberalização do espaço aéreo chegou à rota Porto – Funchal. A partir de Março de 2010, a Transavia estreia-se com quatro movimentos por semana entre os destinos, segundo informação divulgada ontem pela Agência Lusa.

Transavia logoA companhia aérea aumentará para seis o número de frequências durante o Verão na mesma ligação.

A Transavia é a “low fare” do grupo Air France – KLM. Tem voos para Faro e Lisboa, a partir de aeroportos holandeses, e realiza Porto – Paris.

Faz anos hoje - Charles de Gaulle

No dia 22 de Novembro de 1890 nasceu Charles de Gaulle.

Da Infopédia:

Militar e estadista francês, Charles André Joseph Marie de Gaulle nasceu a 22 de Novembro de 1890, em Lille, e morreu a 9 de Novembro de 1970, em Colombey-Les-Deux-Églises. Passou a maior parte da sua infância em Paris, onde também estudou. Aos catorze anos de idade decidiu dedicar-se a uma carreira militar, tendo entrado, em 1908, para a Escola Militar de Saint-Cyr. Já como tenente, participou activamente na Primeira Guerra Mundial, lutando contra os alemães. Foi capturado e feito prisioneiro, sendo libertado apenas em Novembro de 1918, por altura do Armistício. Em 1940, depois de a Alemanha invadir a França, de Gaulle partiu para a Grã-Bretanha. Opositor da política colaboracionista de Philippe Pétain com os alemães e do armistício assinado por este, organizou , entre 1940 e 1944, em Londres, a Resistência francesa na luta contra os nazis. Após a vitória dos Aliados, foi chefe do governo provisório de 1944 a 1946. Em 1958, face à crise da Argélia, voltou ao poder; adoptou um sistema presidencial, mudando a Constituição e fundando a V República Francesa, de que foi o primeiro presidente. Maio de 68 surgiu como uma oposição por parte da juventude e das forças sociais face ao conservadorismo do regime. De Gaulle reprimiu violentamente esta manifestação, conseguindo vencer as eleições desse mesmo ano. Renunciou todavia ao cargo em 1969, quando a sua política em relação à regionalização e à reforma do Senado foi derrotada em referendo.

Charles de Gaulle. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2009. [Consult. 2009-11-22]

sábado, 21 de novembro de 2009

Faz anos hoje - Björk

No dia 21 de Novembro de 1965 nasceu Björk.

Da Infopédia:

Cantora islandesa, Björk Gudmundsdottir nasceu a 21 de Novembro de 1965, em Reiquiavique, na Islândia. Estudou flauta, piano e canto dos 6 aos 14 anos. Aos 11 anos gravou o seu primeiro álbum, maioritariamente composto por versões de canções tradicionais da Islândia. Em 1979, com apenas 14 anos, formou os Tappi Tikarass, um grupo de afinidades punk com o qual gravou dois álbuns. Em 1982, dois temas da banda foram incluídos no documentário intitulado Rock in Reykjavik, apresentando Björk como um dos mais promissores talentos islandeses. Em 1983, Björk e outros nomes da nova música islandesa foram convidados a formarem um supergrupo para um programa de rádio especial. Aí conheceu Einar Orn e Sigtryggur Baldursson, com os quais formou uma nova banda, os Kukl. Durante 1984 e 1985, os Kukl lançaram dois álbuns de originais e tocaram pela Europa, mas, em meados de 1986, o grupo terminou a sua actividade. Em Junho de 1986, Björk, o seu marido, o guitarrista Thor Eldon, e os antigos membros dos Kukl formaram os Sugarcubes, com o qual atingiriam grande sucesso internacional. O grupo editou quatro álbuns: Life's Too Good (1988), Here Today Tomorrow Next Week (1989), Stick Around for Joy (1991) e It's It (1992). Entre os seus temas mais marcantes estão "Birthday", "Motorcrash", "Regina" e "Hit". Em 1990, Björk gravou a solo um álbum de sonoridades jazz tradicionais da Islândia, intitulado Gling Glo. As divisões no seio do grupo levaram ao final dos Sugarcubes. Björk mudou-se para Londres, o que lhe permitiu contactar de perto com produtores ligados à música de dança britânica. Em Julho de 1993, lançou o álbum de estreia, Debut, que obteve grande êxito, fundamentalmente graças aos singles "Human Behaviour", "Venus as a Boy", "Big Time Sensuality" e "Violently Happy". De referir que, neste trabalho, Björk contou com a preciosa colaboração de Nelle Hooper, um produtor que havia trabalhado com os Soul II Soul e com os Massive Attack, conferindo uma sonoridade mais dançável à música da cantora islandesa. Este disco garantiu diversos prémios a Bjork. A revista NME considerou-o o álbum do ano e a cantora recebeu os Brit Awards de Revelação e Artista Feminina do Ano. Em simultâneo, o álbum foi disco de ouro nos EUA e de platina no Reino Unido. Em 1995, a cantora prestou o seu contributo à série MTV Unplugged e surgiu Post, que, apesar de não ter obtido o mesmo impacto comercial do álbum de estreia, recebeu excelentes críticas e produziu os singles "Hyperballad", "It's Oh So Quiet", "Isobel", "Army Of Me". O disco deu-lhe o segundo galardão de Artista Feminina do Ano nos Brit Awards. Em 1996, Björk editou Telegram, um conjunto de remisturas dos temas de Post. O terceiro álbum de originais de Björk, intitulado Homogenic, foi editado em 1997, e produziu os singles "Jóga", "Bacherolette", "Hunter", "Alarm Call" e "All Is Full Of Love". Em 2000, Björk estreou-se no grande ecrã ao protagonizar o filme Dancer in the Dark, do realizador Lars Von Trier. A longa-metragem conquistou a Palma de Ouro de Cannes 2000 e Björk recebeu o galardão para Melhor Actriz. A banda sonora, Selmasongs, foi composta por Björk e incluiu duetos com Thom Yorke (Radiohead), em "I've Seen It All" e Catherine Deneuve, em "Cvalda". No ano seguinte, Bjork edita outro longa duração, de título Vespertine, com temas como "Pagan Poetry" e "Hidden Place". Desde a saída deste álbum a cantora tem estado afastada do estúdio mas não abrandou o ritmo de edições discográficas. Em 2002, saiu um CD simples, de recolha dos grandes êxitos, Greatest Hits, e uma edição especial de alguns temas menos conhecidos da cantora, um item precioso para os fãs, numa caixa especial de seis discos, com o título Family Tree. No ano seguinte, nova edição especial, celebrando os melhores registos ao vivo, The Live: 1993-2002. Além destes lançamentos, chegaram às lojas, especialmente em 2003, diversas edições em DVD e, no Verão de 2004, o novo álbum Medulla.

Björk. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2009. [Consult. 2009-11-21]

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

História a qu4tro mãos


Há coisas que, mesmo sem nos dar qualquer gozo, temos de as fazer, e por vezes a vida inteira! São as imposições da vida.

Outras há que fazemos com imenso gozo, a vida inteira, se necessário. É a parte voluntária da vida.
Depois temos aquelas coisas que que são um misto das duas anteriores em termos temporais: numas fases são feitas de uma forma voluntária, noutras por imposição.

Para nossa felicidade e saúde mental, ainda podemos escolher de algumas continuar ou não, quando o voluntarismo desaparece.

Tudo isto para dizer que o História a qu4tro mãos durou enquanto foi feito de uma forma voluntariosa pelos sues autores. Dava gozo, a inspiração estava lá e as palavras saiam.

Factores externos, que infelizmente não fazem parte do nosso imaginário, mas sim da realidade, nua e crua, levaram-nos a um estado de apatia que nos bloqueou a imaginação e a vontade, ou antes, a voluntariedade.

Mas é passageiro e aguardem-nos que voltamos, brevemente, mais do que imaginam.

Publicado também no Desvios

Mariella Devia e as vicissitudes de viver numa região ultra-periférica

O que terá a Mariella Devia, cantora de ópera, a ver com o facto de eu viver numa ilha ultra-periférica da União Europeia?

Tem tudo...

A senhora está em fim de carreira (embora a voz se mantenha quase inalterada) e descobrir quando participará num concerto ou récita de ópera é "uma aventura".

Depois de muito procurar, descobri que a cantora encarnará a Lucrezia Borgia de Donizetti em duas récitas no Teatro delle Muse em Ancona (Itália).

Até aqui tudo perfeito. O problema é mesmo chegar lá. Existe a possibilidade de voar para Lisboa e depois para Roma (na easyJet) e depois mais 3 horas de comboio até Ancona. O pior é que os horários implicam mais de um dia de viagem.

Mas ainda não desisti. Vou ter que esperar pelo início da venda de bilhetes para a récita que se inicia a 29 de Dezembro.

Veremos...

G. Donizetti

LUCREZIA BORGIA

Melodramma in un prologo e due atti - Libretto di Felice Romani

Universal Music Publishing Ricordi srl, Milano

Personaggi e interpreti

Lucrezia Borgia Mariella Devia

Gennaro Giuseppe Filianoti

Maffio Orsini Marianna Pizzolato

Il Duca Alfonso Alex Esposito

Direttore Marco Guidarini

Orchestra Filarmonica Marchigiana

Coro Lirico Marchigiano “V. Bellini” - Maestro del coro David Crescenzi

Esecuzione in forma di concerto

A easyJet aumenta o número de voos para o Funchal no verão de 2010

Acabei de ler esta notícia no LowCost Portugal:

Como referido por um comentador atento no LowCostPortugal, a easyJet está a disponibilizar três voos entre Lisboa e Funchal no Verão de 2010.

De 10 de Julho a 5 de Setembro de 2010, a companhia aérea de baixo custo acresce um movimento durante a tarde. A aposta tripla da easyJet durante os meses de Verão entre Lisboa e Funchal, sucede ao desinvestimento da TAP na rota, pelo menos durante o Inverno.

easyJet Verão 2010

O boletim de tráfego da ANA de Outubro, refere que a Lisboa – Funchal é a segunda rota com mais passageiros transportados. Nos últimos 12 meses viajaram perto de 770 mil entre os dois destinos e no mês passado cerca de 75 mil pessoas.

Faz anos hoje - Selma Lagerlöf

No dia 20 de Novembro de 1858 nasceu Selma Lagerlöf.

Da Infopédia:

Romancista sueca, Selma Ottiliana Lovisa Lagerlöf nasceu a 20 de Novembro de 1858, em Marbacka, Värmland, e faleceu a 16 de Março de 1940, no mesmo local. Educada pela família em casa, ouviu a sua avó contar histórias fantásticas, lendas relacionadas com o passado da sua terra natal que, de certa forma, influenciaram os seus escritos. A sua obra inspira-se directamente nos temas das sagas e contos do seu país.
Selma Lagerlöf decidiu optar pela carreira de escritora, após dez anos de dedicação ao ensino.
Em 1909 tornou-se a primeira mulher a ser galardoada com o Prémio Nobel da Literatura e em 1914 foi nomeada membro da Academia Sueca.
Sob a ameaça iminente da Segunda Guerra Mundial, ajudou vários intelectuais alemães a fugir da perseguição nazi, entre eles o poeta Nelly Sachs. Contribuiu com a medalha que recebeu do Prémio Nobel para a angariação de fundos a favor da Finlândia contra a invasão russa. Foi durante este período de guerra que veio a falecer de ataque cardíaco.
É a autora de Gösta Berlings Saga (A Lenda de Gösta Berling, 1891), publicou ainda Osynliga länkar (Os Laços Invisíveis, 1894) e Nils Holgerssons underbara resagenom Sverige (A Maravilhosa Viagem de Nils Holgersson através da Suécia, 1906-1907), romance que seria adoptado como livro de leitura em todas as escolas suecas.

Selma Lagerlöf. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2009. [Consult. 2009-11-20]

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Mariella Devia

Comparar a Lucrezia Borgia de 2002 com a de 2004.

Comentários?

2002


2004

Faz anos hoje - Marco Chagas

No dia 19 de Novembro de 1955 nasceu Marco Chagas.

Da Infopédia:

Ciclista português, Marco António Chagas nasceu em 1955, no Cartaxo, e iniciou-se no ciclismo ao serviço do Sporting Clube de Portugal e, aos 18 anos, era já ciclista profissional. As aptidões demonstradas para a modalidade fizeram com que chegasse rapidamente a campeão nacional e se tornasse num dos melhores valores do ciclismo português na década de 80. Ganhou a Volta a Portugal em 1982, 1983 e 1985, mas revelou sempre um carácter simples e modesto, recusando qualquer vedetismo. A sua carreira foi manchada por alguns períodos negativos, relacionados com casos de doping que lhe retiraram outras duas vitórias na maior prova ciclopédica nacional.
Marco Chagas manteve-se ligado ao ciclismo como treinador e comentador televisivo.

Marco Chagas. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2009. [Consult. 2009-11-19]

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Allô Allô, uma retrospectiva... (VI) - Richard Gibson

O actor Richard Gibson encarnou em todas as temporadas excepto na nona e última, a personagem de Herr Otto Flick. Sempre vestido de preto, Herr Flick era um implacável e temível inspector da Gestapo.

"Helga, you may kiss me now" era um dos chavões utilizados por esta personagem.

Na nona temporada, Richard Gibson foi substituído pelo actor David Jacson.

Da Wikipédia (em inglês):
Richard Gibson (born 1 January 1954) is an English actor, probably best known for his role as the archetypal Gestapo Officer Herr Otto Flick in the BBC hit sitcom series, 'Allo 'Allo!.

Gibson was born in Kampala, Uganda, before the country gained independence from the UK. He was educated at St Paul's Cathedral Choir School, Radley College and the Central School of Speech and Drama. He took part in 'Allo 'Allo! during the vast majority of the series.

Dressed in an ankle-length leather coat and with the obligatory stiff-legged limp and walking stick, Herr Flick spent his life suppressing peasants, seducing Helga, the German town Commandant's assistant, and vainly trying to get his hands on the original of the painting 'The Fallen Madonna with the Big Boobies' by Van Klomp.

Gibson then toured with the group when 'Allo 'Allo! transferred to the stage and had successful tours both in the United Kingdom and abroad. The stage version of the show gave rein to his other skills, and he was able to demonstrate his mastery over the violin.

He has also played a wide variety of roles on stage and the TV screen, and in 2006 was a regular guest on The Daily Telegraph's World Cup Pubcast, where he usually took the role of Herr Flick, providing a more biased view of the proceedings. In 2003, he guest starred in the Doctor Who audio drama Flip-Flop.

Gibson was still doing voiceover work in 2009 and working as a sub-editor at The Times newspaper in London.

David Janson (born David Jackson, 30 March 1950) is an English actor whose stage debut was in Oliver! in 1962. He joined the Royal Shakespeare Company in 1963 in A Midsummer Night's Dream and appeared as the young boy (during Ringo's walk) in The Beatles film A Hard Day's Night.

Janson became well-known for his role as Jimmy Harker in the 1960s British soap opera, The Newcomers. He later starred in the sitcom Get Some In!. He also replaced Richard Gibson as the Gestapo officer Herr Otto Flick in the BBC sitcom 'Allo 'Allo! in its final 1992 series, after playing Adolf Hitler's double in an episode of series 8.

He has also appeared in a variety of other roles including in Softly, Softly, Doomwatch, Jason King, Dixon of Dock Green, Z-Cars, Brush Strokes, T-Bag Strikes Again, Ever Decreasing Circles, the postman in Keeping Up Appearances, Get Some In! and The Upper Hand.

David was married to actress Debbie Arnold (who played April Branning in soap opera EastEnders) for 13 years and divorced her in 2002.

The couple have two daughters, Hollyoaks actress Ciara Janson and younger sister Talia Janson.

They both worked on the Streamline English as a Foreign Language video series. He played the role of Kevin Smith and his wife that of his wife Sharon


Herr Otto Flick is a fictional character in the BBC sitcom 'Allo 'Allo!, which ran from 1982 to 1992.[1] He was played by the actors Richard Gibson and David Janson.[2] On The Return of 'Allo 'Allo! it was revealed that the character was based on a combination of Joseph Goebbels and Arnold Toht from Raiders of the Lost Ark, and that Gibson had wished to incorporate all manner of grotesqueries from these characters into his depiction of Flick but had only been allowed a limp.

Herr Flick is an officer of the Gestapo, the Nazi secret police during World War II. On the rare occasions he wears uniform, he is shown to be an SS-Sturmbannführer (Major). He is portrayed as unemotional (his voice never changes in relation to how he feels) and he seems hurt only when he finds Private Helga Geerhart kissing the Italian Captain Alberto Bertorelli. Apart from this, the only emotion he ever shows is anger.

He is the godson of Heinrich Himmler, the head of the SS and Gestapo. He explains in one episode that he is an orphan and was raised by nuns when he was little. He has stated that he originally didn't want to join the Gestapo, but Himmler convinced him. Over the course of the programme he receives several letters from Himmler, usually admonishing him for his actions, such as failing to find the portrait of the Fallen Madonna with the Big Boobies by Van Klomp. When he is arrested by General Von Klinkerhoffen (once for pretending to be Helga's replacement and the other time for dressing up as a member of the French Resistance), Himmler comes to his rescue by sending a telegram to the General requesting Otto's release.

He is assisted by Engelbert Von Smallhausen, a junior officer of the Gestapo who is not too intelligent. Whenever Von Smallhausen makes a statement that is either stupid or does not agree with Flick's thinking, he always hits Von Smallhausen on the head with whatever object he can find at the time.

Herr Flick is in love with Helga, a fact which he does not often show. When she comes to see him he always says "You may kiss me." She then proceeds to kiss him passionately, while he stands quite still, with his facial expression not changing. He is excessively domineering, not just to her, but to Von Smallhausen as well.

His secret HQ's address is Rue de Gangoine 32. In his dungeon, Herr Flick has many disguises. He and Von Smallhausen are often shown in disguise, trying to gain entry to somewhere he is not supposed to be such as the château. He often adds the word 'Gestapo' as an adjective to various gadgets and items he uses. Examples include: "My powerful Gestapo binoculars", "My Gestapo staff car", and "The Gestapo Dance".

Herr Flick has a fondness for using experimental truth sera made from assorted exotic animals such as the Self-inflating Peruvian Marsh Frog or the Patagonian Fruit Bat. These sera often have interesting physical side effects on his victims.

There is also an extensive collection of Gestapo gramophone records dealing with such subjects as "How to fool French peasants into believing you are English in one easy lesson" - "Faw F-Faw Faw-Faw-Faw..."

He plays the violin extremely well and his favourite animal is the rat (because it is small, shifty and disgusting). He owns a homing pigeon named Boris.

In France, the word "flic" is a derogatory term used towards the police. Herr Flick is also said to be a reference to 'hair flick', the typical gesture with which Hitler adjusted his coiffure.

A website run by Gibson and located at www.askflick.com allows users to ask Herr Flick anything.