quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Roberto Devereux - Primeira ária de Isabel I

Coloquei ontem no Outras Escritas um vídeo com o soprano Alexandrina Pendachanska a interpretar a primeira ária de Isabel I na ópera Donizetti Roberto Devereux.

Roberto Devereux é considerada uma "ópera terrível" para os sopranos, pela estrema exigência vocal e pelas dificuldades de tornar a personagem Isabel I credível do ponto de vista cénico. Uma intérprete mítica desta ópera foi Beverly Sills, que veio mais tarde a admitir que interpretar Isabel I lhe tinha "roubado" uns bons anos na sua carreira.

Callas e Sutherland nunca interpretaram se atreveram a interpretar Isabel I. Mariella Devia não o fará. Gruberova, no entanto, fá-lo frequentemente e de forma superlativa a nível vocal e cénico.

Como a interpretação de Alexandrina Pendachanska não agradou ao FanaticoUm que é o comentador mais assíduo do Outras Escritas quando o tema dos artigos é a ópera (eu próprio também lhe acho uma estridência excessiva no registo agudo) , deixo aqui um repto para a selecção da melhor intérprete desta ária, com base nos três vídeos que se seguem, disponiblizados no YouTube pelo coloraturafan (11 intérpretes e apenas na cabaletta).


Como poderão verificar a qualidade das gravações é em certos casos muito díspar e não se surpreendam com os "excessos" de algumas cantoras. O desafio é feito a título de curiosidade e não para apreciação técnica detalhada das interpretações.

Mais uma vez dedico este post ao FanaticoUm.







4 comentários:

  1. Passo para deixar os votos interiores de um Natal com Paz, independentemente da concepção aque se tenha dele.

    Com amizade

    Lobinho

    ResponderEliminar
  2. Caro Alberto,
    Finalmente consegui ouvir convenientemente as diversas interpretações da primeira ária de Isabel I.
    Respondendo ao seu repto, as minhas três favoritas são Edita Gruberova, Edita Gruberova e Edita Gruberova. Aqui é, realmente, Edita Gruberova e as outras. Mas, dentro das outras, escolheria também Beverly Sills e Montserrat Caballé.
    Um feliz Natal para si e muito obrigado por mais este interessantíssimo desfile comparativo de sopranos líricos.

    ResponderEliminar
  3. @ Lobinho: Obrigado. Um bom Natal também para ti.

    @ FanaticoUm: Concordo consigo. Gruberova é a melhor (três vezes). Este seu comentário deu-me uma ideia para outro "post" sobre este tema.
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  4. Ainda bem que aí vem outro "post". Mas, agora que ouvi todas mais uma vez, o lirismo vocal e a intensidade dramática que a Gruberova consegue expressar nesta interpretação são notáveis, sobretudo neste confronto directo com as outras. E a suavidade da sua beleza interpretativa é exemplo do que deve ser um soprano lírico no belcanto, mesmo numa ópera "assassina", como esta de Donizetti. Já pareço o meu colega de blog FanaticoDois, mas é, de facto, assim.
    Cumprimentos

    ResponderEliminar

Comente o Outras Escritas