quarta-feira, 28 de julho de 2010

Crónica de Férias 1991 (VII)

21/8/1991

Já estamos no Ervedal!

Chegámos ao Entroncamento as 5h da manhã e só nessa altura é que conseguimos dormir. Eu e o Alberto dormimos num banco e o Jonas noutro. A Xana optou por dormir no chão já que os bancos não estavam nas melhores condições de segurança.

Acordámos às 7h e os sornas continuavam a dormir. Nós dois fomos tomar café e o Alberto tentar telefonar à mãe, mas o que conseguiu foi apanhar um susto pois ir perdendo a carteira.
Apanhámos o comboio para Ponte de Sôr às 9.04h e chegámos lá por volta das 10h, onde estava a tia Isabel do Alberto à nossa espera. A viagem de comboio, apesar do cansaço, foi muito divertida!

Depois de sair da estação, antes de ir para casa fomos tomar café ao El Dourado em Ponte de Sôr.

A viagem até ao Ervedal foi uma grande aventura, pois quem trouxe o carro foi o Alberto. Foram 35 Km de perigo de vida.

Mas cá chegámos e cá estamos na sorna (foi contágio dos outro
s dois!) depois de um bom banho e de um soborosíssimo almoço.

Agora estamos a ouvir música e a tentar decidir o que fazer. Ah! Já fizemos as contas, dá pouco mais de 14.000$00 a cada um, o que é pouco para uma semana tão bem passada!



Comentário: Lembro-me perfeitamente da chegada à Estação de Comboios do Entroncamento. A sala de espera para onde nos dirigimos para tentar dormir, quando eram já 5 da manhã, estava decrépita. O choque inicial foi no entanto atenuado pelo cansaço e por lá nos arranjámos com os sacos cama em cima dos bancos.
Claro que eu e a Cristina praticamente não dormimos e às 7 da manhã já estávamos a pé e a morrer por um café. A caminho passei numa cabina telefónica para ligar para casa. Aquele ainda era o tempo em que ninguém tinha telemóvel. Deixei a carteira na cabina (se bem me lembro), mas quando lá voltei ainda lá estava, felizmente.
A referência à minha condução perigosa foi feita pela Cristina em tom de brincadeira, devido ao facto de eu ter tirado a carta de condução nesse ano.
Já em casa dos meus pais, o resto do dia serviu para um merecido descanso.
Gastámos apenas 14 contos cada um. Um luxo !!!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Comente o Outras Escritas