terça-feira, 20 de outubro de 2009

Viagens (TAP Victoria)

Um amigo falou-me hoje pela manhã numas promoções do programa TAP Victoria para viajar por menos milhas.

Em primeiro ligar deixem-me referir que, na minha opinião, o programa de fidelização da TAP anda pelas ruas da amargura, aliás, o mal é geral nesta companhia onde até os pilotos parecem ter perdido a cabeça ao exigirem aumentos de 9% nos seus vencimentos (cujo valor médio é de 6000 €, se não estou em erro). Não quero com isto dizer que a culpa da crise na TAP é dos pilotos, não são eles que gerem a companhia, mas lá que as razões da greve são para o "povo" português um atentado à pobreza, não tenho a menor dúvida.

Mas adiante, que eu continuo a gostar muito da TAP, mas cada vez a viajar mais em LowCost.

Já ando há algum tempo a planear uma viagem a Nova Iorque e a promoção no programa Victoria vinha mesmo a calhar, uma vez que me permitia viajar entre o Funchal e essa cidade por apenas 50.000 milhas e em executiva.

Antes mesmo de simular a marcação de viagens, entro no "site" do MET, para dar uma vista de olhos na temporada 2009/10. Já estive uma vez em Nova Iorque e não fui ao MET, por isso, desta vez isso não pode voltar a acontecer.

Descobri duas récitas quase perfeitas e coladas uma à outra. O Barbeiro de Sevilha com a Damrau (preferia a DiDonato), o Brownlee, o Vassalo e o Ramey, e o Attila com a Urmana, o Vargas e o Alvarez (e o Mutti a dirigir, infelizmente).

Como havia várias possibilidades de datas nos meses de Fevereiro e Março de 2010, segui para o "site" Victoria com todo o entusiasmo. Mas, passada quase meia hora desisti. Tentei tudo e mais alguma coisa, mas só obtive respostas de que "não há voos para os dias que escolhi", mesmo quando selecciono a opção de "flexibilidade de datas", soluções com idas por Lisboa que obrigam a passar uma noite e regressos pelo Porto que obrigam a passar outra noite e tentativas de marcar e ida e a volta em separado sempre goradas.

Vou, por tudo isto, aguardar pela temporada de 2010/11 do MET e tentar usar as milhas nessa altura, se o programa Victoria ainda existir.

Entretanto, já em Novembro vou a Madrid assistir a duas récitas da Italiana em Argel, uma com a Kasarova e outra com a Tro Santafé. Viajo na easyJet porque a viagem fica mais barata do que as taxas que teria que pagar se usasse as milhas do TAP Victoria.

Como curiosidade, as taxas a pagar se usasse um bilhete prémio TAP Victória entre o Funchal e Nova Iorque, teriam um valor superior a 300 euros.

Haja dinheiro, e paciência...

Sem comentários:

Publicar um comentário

Comente o Outras Escritas